Raiva: Como controlar e tratar

A raiva é um sentimento normal essencial à sobrevivência do ser humano como a ansiedade e o medo. Ela serve para impulsioná-lo a se livrar de situações que lhe fazem mal.

Raiva. Como controlar e tratar.

Porém, a raiva se torna desadaptativa quando as atitudes da pessoa que a experimenta são prejudiciais a si própria e/ou aos outros.

Entenda o mecanismo da raiva: Atitudes de outra pessoa com relação ao indivíduo quando são percebidas como ameaçadoras, injustas, ou prejudiciais, podem levá-lo a experimentar raiva intensa. As violações de regras internas e expectativas individuais também provocam raiva. “O desconforto é tão grande que leva a pessoa a querer revidar e atacar quem supostamente a enraiveceu“.

Vale lembrar que as percepções relacionadas ao sentimento de raiva nem sempre são reais. Esses pensamentos distorcidos, juntamente com a forma como o indivíduo lida com eles, é que vão determinar a intensidade e constância da raiva.

A raiva pode causar prejuízos nas mais variadas áreas da vida do indivíduo, como na família, no meio social, profissional ou mesmo na sua saúde. É nesse momento que é necessário buscar ajuda psicológica para aprender a encontrar novas perspectivas sobre as situações percebidas como provocadoras de raiva e tratá-la com algumas sessões de Terapia Cognitivo Comportamental.

Saiba como a psicoterapia pode te ajudar clicando aqui.

Algumas formas de lidar com a raiva:

  1. Reconheça que está com raiva.
  2. Aprenda a reconhecer o que dá raiva em você.
  3. Aprenda a reconhecer as três etapas da raiva: Pensar que algo é uma afronta, sentir no corpo algumas reações e agir agressivamente.
  4. Entenda que algo só se torna uma provocação se você achar que é.
  5. Entenda que as reações físicas da raiva têm o poder de aumentá-la.
  6. Compreenda que reagir agressivamente vem no fim e que, portanto, dá tempo de controlar a si mesmo antes que a raiva exploda.

Atenção: Nenhuma técnica isolada substitui a psicoterapia. Caso você tenha algum problema que atrapalhe a sua vida de alguma forma, procure ajuda psicológica.

Fontes: A mente vencendo o humor, 2ª ed. 2016. Dennis Greenberger e Christine A. Padesky; O treino cognitivo de controle da raiva. Marilda Emmanuel Novaes Lipp e Lucia Emmanoel Novaes Malagris.